Jung

Encontros

A Psicologia nos permite ir de encontro a alma... pois ela pode ser tão doce como uma poesia e tão profunda que nos promove a consciência.

A metáfora é uma de suas linguagens, assim como o sonho, os contos, os mitos, os desenhos...

A conversa, a troca, que acontece na terapia é inigualável a qualquer outro contexto de relação, por isso o papel do psicólogo deve ser tão valorizado, pois não há outro como esse.

E assim, aparece outro instrumento de se chegar a alma daquele que procura a psicologia para encontrar o seu caminho, a Astrologia.

Segundo Jung em O Segredo da Flor de Ouro ([1929] 1990):

"A Astrologia merece o reconhecimento da Psicologia, sem restrições, pois representa a soma de todo o conhecimento da Antiguidade".

E no livro Sincronicidade ([1972] 2002), Jung diz:

"Como psicólogo, interesso-me sobretudo pela luz que um mapa natal lança sobre certas complicações no caráter. Em casos de difícil diagnóstico psicológico, eu normalmente uso o mapa natal a fim de obter um outro ponto de vista de um ângulo completamente diferente. Devo dizer que muito frequentemente dados astrológicos elucidaram certos pontos que de outra forma teriam sido impossíveis de entender."


terça-feira, 14 de setembro de 2010

Os Signos

Existem doze signos na Astrologia, e correlacionando-os com a teoria junguiana cada um deles equivale a representações dos Arquétipos.

Os arquétipos compõem toda a história da humanidade, são tendências estruturais simbólicas, ¨imagens primordias¨ que servem de inspiração e guia para a humanidade, e cada um deles tem características determinadas, completos em si mesmos, vivos em energia. Portanto os signos nos mostram possibilidades de Ser, tendências a posturas e comportamentos, experiências e maneiras de pensar, características determinadas.

Para exemplificar, no livro Conhecimento da Astrologia [(1996) 2008] Anna Maria da Costa Ribeiro diz:
¨O arquétipo de mãe é uma potencialidade que toda menina tem; essa figura de mãe, entretanto, pode ser figurada como a igreja, a pátria, aquilo que nutre e protege, o sentimento de segurança, a terra, etc. Esse arquétipo é representado pelo signo de Câncer. Mas como um arquétipo engloba vários significados, assim também acontece com os signos. As pessoas de Câncer tem a potencialidade de expressar uma conduta maternal, protetora e nutritiva, mas isso não as obriga a se expressarem assim.¨

Os Signos podem ser relacionados com diversas experiências, podem ser vistos como um caminho de desenvolvimento, seguindo o desenho do Zodíaco. Podem ser complementações, de acordo com o signo oposto, podem ser vistos como ciclos, se levarmos em consideração as estações do ano. De qualquer maneira, os signos nos mostram como todos estamos interligados, pois em todo Mapa Natal o indivíduo tem os mesmos doze signos, que estão ativados com facilidades ou dificuldades pelos planetas e aspectos da ¨dança¨celeste. E são essas ativações diferentes tornam os mapa peculiares e únicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget